“A PALAVRA DE DEUS NO PROCESSO DE FORMAÇÃO”

Caros casais das equipes do ECC da Catedral, alegria e paz!

Neste mês temos a oportunidade de darmos continuidade ao nosso tema de estudo. Após uma reflexão sobre a busca do permitir formar o Cristo em nós, podemos concluir que podemos ter como ponto de partida a escuta e a partilha da Palavra de Deus como o centro da formação.

É sempre importante ressaltar que conhecer a Jesus Cristo se dá pelo desejo pessoal que cada um tem de se deixar envolver por Aquele que chama, não levando em conta a fragilidade humana.

Ao longo do Tempo Pascal, mais precisamente nas últimas semanas, tivemos a oportunidade acolher a Palavra de Deus a partir do Evangelho de João. Partilho com vocês um trecho do capítulo 15. Assim está escrito: “este é o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a própria vida por seus amigos” (Jo 15,12-13).

Estamos diante de um pedido de Jesus. De um modo particular, para vocês que receberam o sacramento do matrimônio, o mandamento do amor se reveste de significado, quando os cônjuges se dispõem a morrer um pelo outro, deixando assim que esse gesto se traduza numa vivência sadia da santidade conjugal.

Deixar-se formar pela Palavra de Deus é o caminho certo que o casal cristão pode escolher. Acredito que, por diversas vezes, vocês tiveram a oportunidade de acolher as palavras de Jesus, que num primeiro momento pode até mesmo serem duras, mas sempre terão a finalidade de libertar e encher de vida.  

            Assim nos ensina o Mestre: “portanto, quem ouve essas minhas palavras e as põe em prática, é como o homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enxurradas, os ventos sopraram com força contra a casa, mas a casa não caiu, porque fora construída sobre a rocha” (Mt 7,24-25).

            Como é bom saber que a Palavra de Deus, num processo de formação contínua, tem um papel fundamental. Não basta dizer que se ouve a Palavra do Senhor, que se entende o que a mesma Palavra quer dizer; é necessário acolher a Palavra, deixar-se formar pela Palavra, e, consequentemente, viver da Palavra de Deus, que principalmente nos momentos de tempestades, nos permite vencer os obstáculos que a vida nos impõe.

            Todas as vezes que na vida conjugal, na vida presbiteral, em outras palavras, na vida dos que decidiram ser discípulos de Jesus, existe o contato com as Sagradas Escrituras, se concretiza fundamentalmente o ir ao encontro de Cristo.

            “Guiados pelo Espírito de Jesus, e iluminados pela sabedoria do Evangelho e da Cruz”, podemos viver a proposta de Jesus: “não só de pão vive o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4,4).      

Não ignoremos esta verdade de fé. Que a Palavra de Deus que acolhemos, seja para nós a certeza de que podemos produzir frutos, em nossa Igreja, em nossa casa (Igreja doméstica), em nossas equipes.

Que Deus, através de Sua Palavra, (e neste mês de um modo especial a Equipe de Casais Papa Leão XIII, que celebra 45 anos de existência), nos ajude a enfrentarmos as dificuldades da vida presente, e que jamais nos deixemos seduzir pelas ciladas do inimigo.

No Espírito de Jesus, Pe. Márcio Felipe.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

brasao-pb

© 2019 Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí – SP
Desenvolvido por LAB Brasil Comunicação