“Em Jesus, com Maria, ter Esperança é testemunhar a fé”

Amados devotos da Senhora do Desterro, alegria e paz!

            Nesta primeira edição do Voz do Cura, tenho a alegria de me dirigir a vocês proclamando esta certeza: “Em Jesus, com Maria, ter Esperança é testemunhar a fé”.

            Vimos de um ano muito difícil. Ainda sofremos as marcas doloridas que o ano de 2020 deixou em nós.

Por causa da pandemia da COVID-19, muitas foram as lágrimas derramadas: desemprego, sistema de saúde precário, templos com a participação limitada dos féis, um sistema político totalmente fracassado, um governador que diz: ‘fique em casa’, mas ao mesmo tempo viaja para Miami para as festas de fim de ano, um abraço proibido em quem amamos, pois, o vírus é letal, e o distanciamento social é uma das formas para freá-lo.

Que cenário desastroso! Porém, mesmo diante dos desastres que as autoridades públicas causaram, e os quais muitos cidadãos inconsequentes corroboraram, justamente por não cumprirem as normativas sanitárias, não podemos deixar de ter esperança de que esta tempestade vai passar e, assim, testemunhar a nossa fé em Deus.

“E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: ‘Silêncio! Cala-te!’ O vento parou e fez grande calmaria. Então Jesus lhes disse: ‘por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?’” (Mc 4,39).

Eis aí o grande apelo que o Mestre nos faz: que tenhamos fé. Que sejamos ousados, mesmo frente a tantas tempestades, a testemunhar com Esperança, a nossa fé n’Aquele que jamais vai permitir que as tempestades roubem de nós o desejo de ganhar o céu.

Nossos rostos ainda continuam mascarados. Até quando isso vai continuar? De fato, não sabemos! O que nos resta é a fé em Jesus Cristo, que hoje nos permite olhar nos olhos do nosso próximo, e com esse gesto garantir serenidade e Esperança que vem do céu.

            Recorramos sempre à Virgem Maria, a Senhora do Desterro, nossa Santa Padroeira, que nos toma em seus braços, conduzindo-nos a Jesus, que se compadece da nossa dor, e que nos garante que, se somos homens e mulheres da Esperança, podemos, mesmo nos momentos sombrios da vida, testemunhar a fé em Cristo, que acalmou a tempestade na vida dos discípulos, e que há de aclamar esta grande tempestade da pandemia da COVID-19.

No Espírito de Jesus,

Pe. Márcio Felipe de Souza Alves

Cura da Catedral N. Sra. do Desterro

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

brasao-pb

© 2019 Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí – SP
Desenvolvido por LAB Brasil Comunicação