AS PANDEMIAS E OUTROS FLAGELOS DA HISTÓRIA

Caros casais das equipes do ECC da Catedral, alegria e paz!

Desde o mês de marco do ano de 2020, estamos vivendo o drama da pandemia da COVID-19. Segundo o Papa Francisco, estamos diante de um mal que prejudica a todos. Aqui não se aplica a questão de ser rico ou pobre, negro ou branco. A humanidade vê sua fragilidade frente ao coronavírus.

O Santo Padre afirma que “ninguém se salva sozinho, só é possível salvar-nos juntos”. Esta afirmação de Francisco muito contribui para que os casais entendam qual é a missão do cônjuge: ser sinal de santificação de um para com o outro!

Quando cônjuges se deixam motivar pela certeza de que o sacramento do matrimônio tem por finalidade santificar e fazer com que um renuncie pelo outro, constatamos com o Papa Francisco que “a tempestade desmascara a nossa vulnerabilidade e deixa descobertas as falsas e supérfluas seguranças com que construímos os nossos programas, os nossos projetos, os nossos hábitos e prioridades”.

Não só a tempestade da COVID-19, mas tantas outras tempestades, ou flagelos da história tentam nos distanciar do amor de Deus, da nossa vocação, da vocação tão bela que o Senhor concedeu aos homens que decidiram deixar a casa dos pais para se unirem a uma mulher (cf. Gn 2,24).

A vida a dois pode ser entendida como um flagelo, quando assim o casal não se permite superar as “pandemias” que a vida impõe. A superação não pode ser entendida como uma escolha que vem de nós mesmos. É com o auxílio do Pai misericordioso, que pelas mãos de Jesus, no Espírito Santo, podemos experimentar as coisas do céu.

A conta-gotas, o povo brasileiro tem recebido a vacina contra a COVID-19. Mas não nos iludamos! Não adianta combater esta pandemia, se não estivermos dispostos a combater a pandemia da indiferença, e a do ser autossuficiente, que por vezes tem nos contaminado.

Quanto mais nos unimos para construirmos pontes, para que assim, as pessoas sejam envolvidas pela cultura do encontro, que rompe todo e qualquer muro de separação, mais poderemos superar as diferenças que nos atingem e reconheceremos que, embora sejamos limitados, Deus está no controle de tudo.

É isto que a pandemia, e, por que, não dizer, os flagelos da história tendem a nos mostrar: não podemos pensar que temos o controle da nossa vida. É necessário, neste momento, humildade, disponibilidade para se deixar conduzir por Aquele que nos chamou e nos garante a segurança que vem do céu: Jesus Cristo!

Espero que todos vocês, casais do ECC, se encontrem na santa paz de Deus. No próximo artigo, daremos sequência ao nosso estudo.

  No Espírito de Jesus,

Pe. Márcio Felipe de Souza Alves

Cura da Catedral N. Sra. do Desterro

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

brasao-pb

© 2019 Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí – SP
Desenvolvido por LAB Brasil Comunicação