DIÁLOGO E AMIZADE SOCIAL

Caros casais das equipes do ECC da Catedral, alegria e paz!

            Chegamos ao 6º capítulo da Carta Encíclica Fratelli Tutti, sobre a fraternidade e amizade social, do Santo Padre Francisco. Após percorrido um longo caminho, vamos no deter nos principais pontos sobre as questões do diálogo e amizade social.

            Para o Papa Francisco, alguns verbos são imprescindíveis para a vivência da amizade social. São eles: aproximar, expressar, ouvir, olhar, conhecer, esforçar, procurar…Segundo o Pontífice, poderíamos resumir todos estes verbos com o verbo “dialogar”, que traz consigo uma certeza: quando ele não existe, o caos se instala; não é possível tornar o mundo fraterno e generoso, sem que exista o diálogo que proporcione a paz.

            Infelizmente constatamos que “o diálogo perseverante e corajoso não é noticiado como as desavenças e os conflitos; contudo, de forma discreta, mas além do que podemos notar, ajuda o mundo a viver melhor” (FT n.198).    

            Eis o desejo do coração de Deus para os que decidiram ser discípulos de Seu Filho: que todos colaborem para que exista um mundo melhor, que proporcione aos homens e mulheres de boa vontade, um diálogo social para uma nova cultura.

            Quando o Papa Francisco fala acerca de uma nova cultura, a sua intenção é conduzir as pessoas a viver sempre mais repletas de uma realidade que nos cerca: embora sejamos diferentes, a partir do diálogo, devemos permanecer abertos à verdade. A verdade que é Cristo! Se não nos convencermos de que Cristo é a única verdade que nos pode conduzir a um diálogo sadio, que respeite o próximo, torna-se um fardo compreender que o próximo não pensa como nós.

           Alerta-nos o Papa Francisco: “a ausência de diálogo significa que ninguém, nos diferentes setores, está preocupado com o bem comum, mas sim, em obter vantagens que o poder proporciona ou, na melhor das hipóteses, em impor o seu próprio modo de pensar” (FT n. 202).  

            No contexto de pós-modernidade em que vivemos, acredito que o maio desafio que devemos superar é justamente esse que tem escravizado a sociedade: o individualismo, o pensar em si, desconsiderando que o outro possa ter as mesmas alegrias que tenho. Como nos ensinam as Sagradas Escrituras: “alegrar com os que se alegram, chorar com os que choram” (Rm 12,15).

            Obviamente a Carta Encíclica Fratelli Tutti, sobre a fraternidade e amizade social, não foi pensada pelo Papa Francisco para atender somente aos casais, em seus dramas. Entretanto, podemos concluir que neste último capítulo, é possível que cada casal se convença da necessidade de construir juntos um ambiente familiar melhor, incluindo como ponto basilar, o respeito e o ponto de vista do cônjuge.

            Uma vez que vivemos em uma sociedade pluralista, o consenso e a verdade são as duas palavras que jamais poderão faltar para a construção de um diálogo que tenha como base argumentos, perspectivas variadas, contribuições de diversos conhecimentos e pontos de vista.

            Uma sociedade individualista gera cada vez mais indiferença frente às dores e dramas que atingem a sociedade. Para combater e, consequentemente, vencer o que o Papa Francisco chama de individualismo consumista, se faz necessário recuperar a amabilidade com o próximo. Parafraseando o Santo Padre: é preciso ser estrela que ilumina as trevas que encontramos ao longo da caminhada (cf. FT n. 222).

            Convencer-se de que o outro tem o direito de ser feliz, deve ser a escolha que os discípulos de Jesus devem fazer. Não é à felicidade do mundo a que me refiro. É importante lembrar que a felicidade que buscamos é aquela que proporciona o bem a todos, sem excluir ninguém.

No Espírito de Jesus,

Pe. Márcio Felipe de Souza Alves
Cura da Catedral N. Sra. do Desterro

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

brasao-pb

© 2019 Catedral Nossa Senhora do Desterro – Jundiaí – SP
Desenvolvido por LAB Brasil Comunicação